Os custos ocultos dos sistemas de segurança analógicos

Muitas empresas acabam fechando contrato com sistemas de segurança de vídeo por serem, a princípio, mais baratos. Embora de cara os sistemas com NVR e DVR pareçam ser mais em conta, essa economia acaba quando os “custos ocultos” são revelados e se transformam em verdadeiros pesadelos no orçamento. Continue a leitura e entenda a verdade sobre os sistemas de vigilância analógicos no artigo de hoje! 

Manutenção do NVR e do DVR em sistemas de segurança

Os sistemas tradicionais de segurança usam um NVR (gravador de vídeo em circuito de rede) ou um DVR (gravador de vídeo digital) e, no geral, parecem ser bem mais acessíveis à primeira vista. Mas é aquele ditado: o barato sai caro. 

O investimento original não leva em consideração os custos substanciais de manutenção preventiva e atualizações contínuas que os dispositivos exigirão no futuro. Grande parte dos sistemas com NVR ou DVR tendem a começar a falhar cerca de 2 a 3 anos após a aquisição.

Assistência especializada

No geral, os custos de manutenção são a soma das horas gastas nos reparos, solução de problemas gerais e de rede. O gasto pode ser mais alto do que o esperado devido à especialização necessária para o trabalho, que pode exigir a presença de técnicos com conhecimentos específicos para cada um dos componentes que precisam de reparo ou manutenção preventiva. 

O contrato de uma equipe especializada é sim mais alto. Sem contar que o próprio equipamento pode ficar defasado devido à tecnologia antiga utilizada e precisar ainda mais de manutenções. 

Recuperação de vídeos

Um dos grandes problemas que as empresas ainda enfrentam é a recuperação das imagens. Parece algo simples, mas muitos sistemas antigos costumam estar tão desatualizados que fica difícil transferir, converter e compartilhar os vídeos de segurança em formatos padronizados. Ou seja, as imagens ficam inacessíveis! E um serviço de vigilância com dificuldade de acesso às imagens é tudo o que seu negócio não precisa.

Software e atualizações

Para facilitar a conversão de imagens em determinados formatos e dispositivos pode ser necessário adquirir um software de terceiro. Se você tiver um sistema NVR ou DVR, podem surgir custos contínuos de software e atualizações de recursos necessárias que não estão incluídas no pacote inicial do sistema.  

Custos de armazenamento

Provavelmente será necessário um armazenamento adicional mais cedo do que se imagina ao escolher um desses sistemas de segurança. Pois a capacidade de armazenamento do NVR e DVR geralmente é definida no início do projeto, mas a necessidade deve mudar ao longo do tempo e aquela capacidade de armazenamento se tornar pequena. O que fará com que a sua empresa tenha que investir em armazenamento adicional.  

Vale mencionar também os custos de responsabilidade caso ocorra um incidente enquanto alguma câmera estiver offline. Qualquer inatividade pode afetar todo o sistema e deixar você na mão na proteção do seu negócio.

Sistemas de segurança: Para o barato não sair caro

Em muitos sistemas de segurança de videomonitoramento, a cotação original pode ser apenas o começo de um investimento contínuo que pode só ir aumentando ao longo dos anos. Esses custos ocultos são verdadeiras armadilhas que muitas empresas de segurança não querem que você saiba. 

O custo total do serviço deve estar bem claro antes de você fechar um contrato com uma empresa de segurança. Na Gabriel, oferecemos um serviço de proteção inteligente, com o melhor da tecnologia, sem taxa de adesão e com um custo mensal que realmente cabe no seu bolso. Quer saber mais? Visite nosso site aqui!

Veja outros artigos sobre sistemas de seguranças:

Afinal, você sabe o que é DVR e NVR?

4 problemas mais comuns dos sistemas de CCTV (e como fugir deles)

Deixe uma resposta